Zumbi: A Origem

Bem, diferente dos zumbis apresentados neste post, o TarrasCão não morreu!!

É curioso que tantos já tenham assistidos vários filmes sobre zumbis, mas poucos saibam como tudo começou!

Bem, foi em uma terra distante (Haiti) e num tempo, ha muito, passado(1932).

Além do título, do lugar e da época existem fatos interessante sobre essa produção:  O personagem principal transformava as pessoas  em trabalhadores zumbis com a ajuda de uma poção. O filme rendeu uma seqüência: Revolt of the Zombies (“Revolta dos Zumbis”), de 1936.

Poções e professores malucos, esse foi o perfil de filmes sobre zumbis até 1968, quando os cadáveres putrefatos ganharam sua chance: “cérebros!!”, em Noite dos Mortos-Vivos, que teve duas seqüências e uma delas, Zombie, Despertar dos Mortos (1978), foi refilmada com o nome de Madrugada dos Mortos (2004).

O interessante é que nesses filmes ninguem chama os zumbis por ‘zumbis’. Não havia nada como: “meu deus! Os zumbis querem meu cérebro!!!” Isso não aconteceu por acaso, os criadores queriam passar a ideia de ‘ninguem sabe o que está acontecendo!”

Bem, é engraçado como filhos pródigos tendem a voltar! Pois é, pode parecer que não, mas filmes zumbis voltaram ao perfil de poções mágicas! Bem… não mágicas… nem poções… Mas em forma de contaminação viral, uma vez que é menos impossível um monte de gente se contaminar (enquanto vivos) do que um monte de cadáveres se levantarem do chão e gritarem “cérebro!” (a saber Resident 1 2 3 e 4, Eu sou a Lenda, Extermínio 1 e 2 (o 2 é uma bosta) e REC – interessante – são todos por contaminação viral)

É isso ai. Na sequencia (qualquer horário livre daqui pro natal) vem o restante do post. Mais curiosidades, jogos e coisas de zumbi! Além de comentários sobre os zumbis mais bem produzidos (os filmes… quis dizer) (os hiperlinks serão adicionados aos poucos)

Anúncios

Michael Jackson santinho? My ASS!

Pois é, queridos leitores do TarrasCão. Com a morte do Michael Jackson, instantaneamente, do nada! Ele virou uma alma boa e caridosa.

E fazer piadas, por quaisquer motivos que sejam (há vários tópicos passíveis de piada acerca do pequenino Michael), se transformou na maior heresia do mundo.

Tem gente aqui que mal sabe escrever, e vem nos julgar, dizendo que vamos pro inferno e toda qualidade de baixaria…

O que esse bando de estrumeira não sabe é que o titio Michael mexia até com catimbó vodu.

Vai aqui transcrição de uma matéria da VEJA, publicada na edição 1793, de 12/03/2003, começando na página 106 e acessível a qualquer um.

(…)A história mais espantosa, no entanto, fala do envolvimento de Jackson com o vodu. Sim, você leu certo: vodu. Segundo a revista, em meados de 2000, o astro viajou à Suíça para participar de um estranho ritual. Decidido a se vingar de seus desafetos, ele pagou 150 000 dólares para que um bruxo africano conhecido como Baba realizasse uma cerimônia de vodu contra 25 pessoas, entre as quais vários de seus ex-colaboradores e alguns peixes graúdos do showbiz. No ritual, foram sacrificados 42 bois. "Desapareça, Steven Spielberg! Desapareça, David Geffen!", amaldiçoou Baba, referindo-se, respectivamente, ao cineasta que dirigiu E.T. e a um dos maiores empresários da indústria do entretenimento. Jackson estaria ressentido com Spielberg por não ter sido escolhido para encarnar Peter Pan, seu personagem predileto, no filme Hook (1991) – papel que coube ao ator Robin Williams. E enxergaria em Geffen o chefão de uma "máfia gay" que boicotara suas tentativas de fazer carreira em Hollywood. De acordo com a Vanity Fair, essa não foi a única vez que Michael Jackson recorreu à bruxaria. Algum tempo antes, ele havia se submetido a um banho purificador em sangue de ovelhas, com o objetivo de exorcizar seus problemas financeiros. O descarrego foi arranjado por uma misteriosa egípcia, que se apresentou ao astro com uma carta de recomendação de um certo figurão árabe, o príncipe Nawaf Bin Abdulaziz Al-Saud(…)

A matéria da VEJA foi baseada em uma matéra da jornalista Maureen Orth, publicada 3 de abril de 2003 pela Vanity Fair.

Clique para ampliar

—-

Agora, se quiserem xingar, alguém. xinguem a sua própria progênie… ou a tal da Maureen Orth, que foi quem primeiro escreveu que o coitadinho do defuntinho Jackson não era lá muito cristão em seus atos.

Piadas do Dia (qual a numeração mesmo?)

micheal jackson 1

Eu já estava com vontade de fazer um post com uma compilação das piadas sobre Michael Jackson, com o sucesso recente deste post deu a coragem necessária, então vamos lá

Já sei que vai ter gente que não vai gostar, mas mostro toda minha preocupação aqui

micheal jackson 2

Estados Unidos sempre uma nação avançada

micheal jackson 3

Isso sem contar na maquiagem rosa, batom vermelho… ainda me fiz a pergunta, será que era cú rosé ou preté mesmo? prefiro não continuar o pensamento

Sim, eu estou quase de férias, apenas 1 prova escrita e 1 prática no ifpb

Piada do Dia

O que que o Michael Jackson perguntou quando chegou no céu?

michael_jackson_vma_japao_f_003R.: Cadê o Menino Jesus?

😛