Tarrascada do Mago: Viagem no tempo [2]

Como nosso bom amigo falou, os Wormholes (buracos de minhocas – analogia porca tirada do estrago que vermes fazem em maçãs) são possíveis meios, naturais, de se transpor o tempo e espaço. Não possíveis, ainda não, mas se especula muito sobre este fato. A saber existem vários tipos desses buracos, mas falamos apenas dos que ligam tempo. Então… considerando que existam mesmo e que, ainda, tornem-se estáveis o suficiente para alguém tentar atravessá-lo e que ao fazê-lo não se desintegre e chegue vivo ao outro lado, teríamos caracterizado uma viagem no tempo.

Wormholes

Wormholes

A pensar… isso ocorreria se, e somente se, o tempo e o espaço não forem fenômenos sem atuação direta, que não passiva, aos demais eventos que acontecem por todo o universo. Desta forma eles estariam atuando para alterar eventos e situações criadas pelo mesmo (espaço-tempo); Isso seria suficiente, em minha porca (porca duas vezes num mesmo post?…) inteligência para responder ao meu questionamento do post passado. Uma vez que se o tempo é algo atuante, ele poderia se estender, se contrair, voltar e se refazer. Uma influência (vide post anterior) poderia ser desfeita e caracterizada a viagem… (nota: hum… interessante…)
O tempo e espaço, como fenômenos ativos poderiam (em teoria) arrumar esta brecha espaço-temporal e ‘roubar’ para que se possa ir e vir de um tempo/espaço a outro. É… quem sabe essa história não exista mesmo?