Link cultural de quarta

Antes tarde do que nunca.

Aproveitando a onda Watchmen que se prolifera pelo mundo, uso esse espaço para falar sobre isso. Ah, antes de achar que isso não tem nada de cultural, continue lendo o post.

Watchmen é uma série dos quadrinhos composta por 12 revistas. Nelas, o competende escritor Allan Moore e o conhecido ilustrador Dave Gibbons criaram um universo que mudou a história dos quadrinhos. Além de trazer uma história completamente nova para a época, ainda o fizeram com uma maestria que fazem da série uma das melhores na história de todas as HQ’s.

Uma reunião dos vigilantes

Uma reunião dos vigilantes

A história é contada de forma muito interessante onde cada revista introduz um personagem ao mesmo tempo que mostra o universo em que se insere. É ambientada nos Estados Unidos, nos anos 80, em plena guerra fria.

Rorschach, uma versão realista do Batiman.

Rorschach, uma versão realista do Batman.

Existem algumas questões que a série quer responder: E se os herois existissem? Como alterariam a vida e a história de uma sociedade? E se eles fossem apenas humanos, com falhas e desvios de caráter? E se existisse alguém com super-poderes? E se ele fosse americano?

O coruja e seu traje. Ele vive depressivo por não poder ser um vigilante

O coruja e seu traje. Ele vive depressivo por não poder ser um vigilante

Todas essas perguntas são respodidas na série. Como o próprio Allan Moore fala: “é uma piada irônica sobre os super-herois.”

Dr. Manhatan, o único heroi com super-poderes.

Dr. Manhatan, o único heroi com super-poderes.

Para saber mais sobre Watchmen, veja este artigo do blog do Jovem Nerd, uma análise bem humorada feita por um nerd que entende das coisas.

Bem, agora só me resta dar o toque para que leiam a série de revistas (há uma edição definitiva novinha) e para que vejam o filme.

6 Respostas

  1. qual o poder o azulão?

  2. Ele consegue manipular átomos. ou seja, matéria, ou seja, ele pode se teleportar, fazer um copo de tequila aparecer na sua frente (só manipulando os átomos), fazer cópias dele mesmo, flutuar, criar novos elementos químicos, as possibilidades são infinitas.

  3. Eu tenho e não empresto pra ninguém!

    XDDDDDDDDDDDDDDDDDD

  4. Ah, e um adendo: o Rorschach é uma “versão genérica” do Questão e não do Batman.

    A plot original de Watchmen utilizava os personagens da Charlton Comics, como protagonistas, mas a DC vetou.

    Comediante = Pacificador
    Dr. Manhattan = Capitão Átomo
    Rorschach = Questão
    Coruja = Besouro Azul
    Ozymandias = Thunderbolt
    Espectral = Sombra da Noite

  5. Quando falei “versão realista do Batman” quis dizer no sentido de que ambos tem sua carreira de vigilantes inspiradas em traumas de infância. Além disso, as consequências do trauma de Rorschach são muito mais realistas que as do Batman. Rorschach fica doido, inteligente, mas doido. Batman fica foda.

  6. Mas não há de se negar que eles sejam bem parecidos (Questão e Rorschach), inclusive na “fantasia”.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: